Anankê encerra projeto com espetáculo presencial em Indaiatuba

 Anankê encerra projeto com espetáculo presencial em Indaiatuba
Grupo de Teatro Anankê encena, na segunda-feira, 15 (feriado de Proclamação da República), às 19h, a adaptação da comédia A Farsa da Boa Preguiça, de Ariano Suassuna. A peça, que acontece no Centro Cultural Hermenegildo Pinto, ‘Piano’, encerra o Programa de Qualificação em Artes, do qual participou ao longo de 2021, e que tem a missão de fortalecer o cenário cultural paulista, por meio da valorização da produção artística local.
A Farsa da Boa Preguiça conta a trajetória do poeta Joaquim Simão (Flávio Cardoso) e de sua esposa Nevinha (Gisele Campos), ambos à mercê de pessoas inescrupulosas, santos e demônios. São muitas as tentações e pecados que assolam a vida do casal. Porém, Joaquim Simão sofre de três fraquezas: preguiça, poesia e mulher. Sua esposa tenta, em vão, convencer o marido a trabalhar. Para complicar ainda mais a relação, Aderaldo (Chicó Ferreira) apaixonado por Nevinha, tenta conquistá-la com a ajuda da ‘diaba’ Andreza (Gabriel Kitzmann), enquanto Joaquim Simão é assediado por Clarabela (Marli Lopes). E nessa confusão toda, quem será que tem razão?
O Programa de Qualificação em Artes é uma iniciativa é desenvolvida pelo Projeto Ademar Guerra, idealizado em 1997 pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, e que tem como objetivo proporcionar orientação artística a grupos, companhias e coletivos de teatro e de dança do interior, litoral e região metropolitana de São Paulo. “Estamos muito felizes com este retorno aos palcos, principalmente porque esta apresentação encerra o trabalho que desenvolvemos no projeto ao longo deste ano e é uma oportunidade para apresentá-lo a comunidade”, destaca a diretora da peça e, também atriz, Marli Lopes.
Com apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Indaiatuba, A Farsa da Boa Preguiça tem sessão única nesta segunda-feira (15), às 19h, no teatro do ‘Piano’. Vale lembrar que, atendendo a determinação do governo do Estado de São Paulo, quanto ao acesso do público, será realizado por ordem de chegada – o espaço tem capacidade para 180 pessoas – com apresentação de comprovante vacinal e uso de máscaras.
Esquema vacinal Seguindo orientação da Resolução 166, de 4 de novembro de 2021, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, para regulamentação de eventos no território estadual, tais como atividades culturais, esportivas e de lazer, deverão ser observados: exigência de comprovação de esquema vacinal completo (duas doses ou dose única), ou pelo menos uma dose da vacina com apresentação de resultado negativo de teste para Covid-19 do tipo PCR, realizado até 48 horas, ou do tipo antígeno, realizado até 24 horas antes da realização do evento. Menores de 12 anos devem respeitar a obrigatoriedade do uso de máscara e demais protocolos de prevenção à Covid-19.
FICHA TÉCNICA
Elenco: Chicó Ferreira (Aderaldo), Gisele Campos (Nevinha), Gabriel Kitzmann (Andreza), João Maryjo (Galileu), Flávio Cardoso (Joaquim Simão), Marli Lopes (Clarabela)  e Leonardo Kayan (São Miguel) I Direção: Marli Lopes I Direção de elenco musical: Flávio Cardoso I Sonoplastia: Juju do Pandeiro, Jennifer Borges, Vitor Gabriel, Leonardo Kayan I Sonoplastia Técnica: Clélio Santos I Coreografia e expressão Corporal: João Maryjo I Estagiária de Produção: Anna Gabriela Moraes Lopes I Figurino/Concepção: Chicó Ferreira I Cenário/Concepção: Marli Lopes I Produção do cenário: Chicó Ferreira/Flávio Cardoso I Iluminação/Concepção: Flávio Cardoso I Operador: Clélio Santos I Artes: Rafael Lopes I Maquiagem: Raphael Camilotti
Grupo de Teatro Anankê foi fundado em 2014 e conta atualmente com oito integrantes profissionais (com DRT) e premiados ao longo da carreira, que atuam desde a década de 1990, individualmente, e que já encenaram diversos espetáculos com o grupo, além de participarem de festivais como Virada Cultural Paulista, Mapa Cultural Paulista, Campanha de Popularização do Teatro em Campinas, Circuito Cultural Paulista, entre outros. Além disso, recebeu orientação do Projeto Ademar Guerra nos anos de 2017 e 2018, participou do Projeto Incubadora, realizado pelo Grupo Os Geraldos de Campinas. O Anankê se apresentou em 26 cidades, dois estados e possui sua sede em Indaiatuba, onde os integrantes ensaiam e criam novos projetos.

Raphaela Vitiello

Related post

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *