Descubra qual é o segredo que reduz suas chances de ficar desempregado

 Descubra qual é o segredo que reduz suas chances de ficar desempregado

Estudo aponta que a chance de desemprego é quase 50% menor para pessoas com nível superior

O estudo “Empregabilidade e Ensino Superior em tempos de pandemia”, realizado recentemente pelo Instituto Semesp, apontou que a chance de desemprego é quase 50% menor para as pessoas com nível superior completo em relação às pessoas com nível fundamental ou médio completos.

O Instituto projetou a empregabilidade por nível de instrução. Enquanto o número de vínculos empregatícios deve diminuir 14,7% e 5,3% para quem tem ensino fundamental e médio, respectivamente, o percentual deve cair apenas 1,3% para quem possui ensino superior completo, mantendo-se praticamente estável.

A professora do curso de gestão de pessoas do UniMetrocamp, Roseli Filizatti, reforça que mesmo em um cenário de pandemia, com o isolamento social, o aluno que está “dentro” de uma universidade está em uma posição de aprendizagem, conhecimento e evolução. O UniMetrocamp conta com o que há de mais atual em sua grade de cursos, principalmente com o que demanda o “novo normal”.

“Todos estamos passando por uma grande fase de mudanças e adaptações diante do contexto da pandemia mundial. Isso gerou um reflexo direto no ambiente corporativo, desencadeando uma redução drástica nos postos formais de trabalhos. Entendemos que ao longo dos próximos meses a economia vai se reestruturar e as empresas, aos poucos, voltarão a contratar. Mas, como existem muitos profissionais à disposição no mercado de trabalho,  essa contratação será criteriosa e buscará por profissionais que tenham um diferencial, como a formação, por exemplo. Por isso vale reforçar que fazer um curso de qualidade, onde o conhecimento e as habilidades técnicas e comportamentais são contempladas, vai fazer toda a diferença nas condições de empregabilidade e competitividade para essa inserção no novo mercado de trabalho. O mesmo vale para os que desejam abrir seu próprio negócio, pois é necessário conhecimento formal para que possa atuar de maneira profissional e garantir a adesão do cliente”, afirma Roseli.

Quando o assunto é empregabilidade, o personagem principal deste tema é a educação, ou seja, a correlação entre a educação e a empregabilidade acontece mesmo em cenários sem pandemia. A pessoa que opta por ingressar em um curso superior ganha, em média, 2,5x o que ganha alguém que conta só com o ensino médio, segundo o IBGE.

Raphaela Vitiello

Related post

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.